Curso Mangá BH – Crie seu personagem conosco!

Por: Carol Cunha 12 de abril, 2024

Com o curso de mangá em BH, ministrado pela Casa dos Quadrinhos, você será capaz de criar seus próprios personagens.

Muitos novatos optam pelo estilo mangá como sua primeira incursão no desenho, porque parece simplificado e atraente. No entanto, desenhar um personagem de mangá do zero requer igualmente compreensão tanto das proporções quanti da estrutura corporal. Mesmo ao desenhar corpos de anime de forma imaginativa, é essencial ter conhecimento básico de anatomia humana. Portanto, embora desenhar personagens de anime possa parecer ser mais simples do que desenhar de maneira realista, ainda não é uma tarefa fácil.

Crie uma base


Antes de tudo, quando se trata de desenhar mangá, você entra em um amplo estilo que possui uma longa tradição e diversos subgêneros para você explorar sua expressão. Há, portanto, uma infinidade de influências, fontes de inspiração e possibilidades para personalizar totalmente o seu personagem. E é exatamente isso que você pode aprender de forma mais aprofundada em nosso curso de mangá em BH.

Assim como em qualquer processo de criação de personagem, é crucial começar com um conceito sólido antes de iniciar o desenho. Desse modo, refinar o conceito do personagem pode demandar, por exemplo, várias interações, esboços e até mesmo explorar diferentes poses.

Portanto, dedicar tempo para aprimorar seu personagem ajudará a encontrar o equilíbrio certo entre estilo e narrativa em seu desenho. Desse modo, a chave para criar um personagem é utilizar a pose e os detalhes pessoais para contar o máximo possível de história à primeira vista.

Antes de tudo, projetar um personagem para um mangá difere significativamente de criar um simples esboço. Enquanto em um único desenho você se concentra apenas na aparência do objeto naquela vista específica, em um mangá, é provável que o personagem precise ser desenhado repetidamente a partir de diversos pontos de vista e ângulos.

Abaixo mencionamos alguns passos do processo de criação de um personagem de mangá, lembrando, é claro, que você pode encontrar uma formação mais completa em nosso curso de mangá aqui em BH.

Passo 1

Perfil do Personagem: Decida as características principais do seu personagem e escolha os detalhes mínimos necessários para transmitir sua essência ao espectador do seu mangá ou animação. Isso inclui roupas, acessórios e outros elementos que revelam a personalidade do personagem.

Passo 2

Esboços de Personagens: Faça vários esboços de suas ideias, mostrando o personagem em diferentes poses e pontos de vista. Priorize a simplicidade no design e adicione detalhes apenas conforme necessário. Ao finalizar os esboços, selecione os melhores e combine-os para formar o design final do personagem.

Uma dica importante: use formas simples, como círculos e quadrados, para representar diferentes partes do corpo. E, do mesmo modo, visualize o esboço em três dimensões para garantir que esteja satisfeito com a forma básica do seu personagem.

Não se esqueça, portanto, de corrigir as proporções do esboço para se adequar ao personagem, considerando tanto características físicas quanto estilo desejado. Ao mesmo tempo, diferencie personagens masculinos e femininos ajustando o tamanho e formato das formas básicas.

Passo 3

Desenvolvimento do Design do Personagem: Para aprofundar o design, desenhe o personagem de frente, de perfil e de costas, garantindo uma visão completa do seu visual. Utilize linhas-guia para manter proporções consistentes entre diferentes vistas. É importante criar personagens que se encaixem na história, mantendo um equilíbrio entre originalidade e adequação ao contexto narrativo.

Do mesmo modo, é essencial aplicar detalhes específicos. Portanto, escolha áreas para adicionar detalhes concentrados que contribuam para a expressividade do personagem. Lembre-se de manter um equilíbrio entre detalhes e simplicidade, focando, portanto, nos olhos e elementos que melhor representam a história do personagem.

Evite copiar excessivamente o trabalho de outros artistas, buscando sempre trazer suas próprias ideias. Se as pessoas reconhecerem semelhanças muito evidentes com personagens de outras obras, pode ser, sem dúvidas, um sinal de que você ultrapassou os limites da inspiração e entrou no território da cópia.

Conclusão

Ao seguir esses passos, você poderá criar um personagem de mangá único e cativante, prontamente apto para estrelar sua própria história – outra coisa que aprenderá no nosso curso de mangá em BH.

Enfim, lembre-se de que projetar um personagem para mangá requer considerações especiais, como a simplificação do design para facilitar desenhos repetidos e a visualização do personagem em diferentes ângulos. Com dedicação e prática, você pode desenvolver personagens que se destaquem no mercado.

Gostou das dicas? Então venha para nosso curso de mangá e aprofunde seu conhecimento nesse estilo. Para mais detalhes, entre em contato com a Casa dos Quadrinhos.